E-MAIL: cdrummond@oi.com.br

4 comentários :

alexandre galdino disse...

olá meu amigo drummond,sou o galdino amigo da alita e do alexandre.vou acompanhar mais de perto suas obras,seus trabalhos poéticos além de já acompanhar os sambas enredos.um grande abraço e vamos conversar mais sobre composições pois sempre quis escrever samba enredo mas nunca tive uma orientação de como escrever,seguir uma diretriz a respeito das composições.um forte abraço meu amigo e talvez eu vá neste domingo torcer por vocês.

Carlos Eduardo Drummond disse...

Oi, Alexandre Galdino,
Obrigado pela visita. É um prazer tê-lo aqui, virtualmente, e, também ao vivo, durante as disputas de samba-enredo. Um forte abraço,

Anônimo disse...

Olá, Carlos Eduardo,
Comecei há pouco a leitura de Caetano - Uma biografia e não resisti: vim dizer a você que a ditadura, que você cita inúmeras vezes (e ainda estou na página 125!) foi um período no qual o Brasil teve segurança e oportunidades, além de crescer economicamente! Até hoje usamos as estradas feitas nessa época e nenhum, repito, NENHUM militar saiu rico do governo. A ditadura só foi ruim para a esquerda, o resto do Brasil - quase todo mundo!- vivia muito bem obrigado.
Um abraço,
Cristina

Carlos Eduardo Drummond disse...

Olá, Cristina,
Obrigado por sua visita e comentários. E que bom que está lendo o livro. Nosso biografado viveu intensamente todos os períodos da história do país, da metade do século XX em diante. E como tínhamos o desejo de falar de esses períodos, inevitavelmente falamos da Ditadura. Não se espante com as muitas citações que ainda virão nas próximas páginas, afinal, o regime militar só terminou na década de 1980. Independentemente da política econômica adotada pelo regime militar, vale lembrar que aquele período foi traumático para o Caetano. Daí as muitas citações.
Aquele abraço...