17 de dezembro de 2015

O Brasil
Não me inspira mais!
Inspira, todavia,
Sem nenhuma poesia,
O jurista, o chargista
E o cronista de jornais!
O petista e o lobista,
O braço dos federais,
A fala do jornalista,
E a missão da Petrobrás...
O sonho do golpista,
A ilusão governista,
E as lutas pessoais!
O Brasil
Não me inspira mais!
Pede perdão, Brasil!
Ajoelha tua face
No espelho da história,
Anistia teu povo,
Da fome, da pobreza,
Da injustiça e da incerteza,
Da promessa tão vazia,
Sem nenhuma poesia,
E das crises sazonais.
Da tua corrupção passiva,
Ativa e coletiva...
Da tua intenção genocida,
Do desemprego demais,
Das doenças sociais,
E da descrença da vida.

Carlos Eduardo Drummond


2 comentários :

Douglas Álisson disse...

Gostei do Blog! :D
Também tenho um onde coloco poesias minhas.
Poderia dar uma olhada?
http://wordsbyalonelyguy.blogspot.com.br

Anônimo disse...

Olá, Douglas! Obrigado pela visita.
Já gravei o endereço do seu blog. Passarei lá para conferir.
Um forte abraço,
Drummond